Carne de porco na dieta saudável

[ad_1]

carne-porco-destaque-blog-da-mimis-michelle-franzoni

 

A carne suína ainda é vista como vilã para a dieta. Mesmo nos dias de hoje, em que temos acesso a diversas informações a apenas um clique.

Porém, as coisas mudaram bastante. Eu mesma já consumo porco há muito tempo, desde que comecei o meu processo de emagrecimento (Ver AQUI).

Hoje eu venho desmistificar essa ideia que temos a respeito dessa carne tão gostosa e que deve ser acrescentada a sua vida saudável sim!

Considerada uma das mais antigas formas de alimentação, o porco não necessariamente é uma carne gorda, vai depender muito do corte e a forma que você vai preparar.

Ah! E sabiam que a carne de porco está mais magrinha? Em 15 anos houve uma redução de aproximadamente 16% de gorduras. As gorduras saturadas foram reduzidas em quase 30%. Essa redução se deve ao modo que os suínos são alimentados hoje, com rações à base de soja e milho, muito mais saudáveis que antigamente.

A carne de porco é rica em proteínas, super essencial na reconstituição das fibras musculares e na formação de novas células, e em ácidos graxos, do tipo ômega 3, 6 e 9.

Possui vitaminas do complexo B, principalmente a vitamina B1 (tiamina), responsável pela conversão dos carboidratos em energia. O valor dessa vitamina chega a ser até 10 vezes superior ao encontrado na carne de boi.

Ela ainda tem zinco, que ajuda na defesa do organismo, selênio, um ótimo antioxidante e mais ferro, que auxilia na formação dos glóbulos vermelhos, do que a carne de frango, por exemplo.

carne-porco-mitos-blog-da-mimis-michelle-franzoni

Existe um mito muito grande de que a carne de porco transmite a cisticercose. No entanto, essa doença pode ser causada por qualquer tipo de carne, sendo ela suína ou bovina, ou até mesmo por frutas e verduras mal lavadas. Hoje, com as técnicas utilizadas nas suinoculturas, o risco de contaminação é quase zero.

De qualquer maneira, é preciso estar atento ao comprar a carne. Cheque sempre a data de validade, o aspecto e o odor. Lembrando que esses cuidados devem ser os mesmos com as outras carnes.

Gente, o porco não é mais aquele bicho que vive em chiqueiro. Os locais onde os animais são criados são extramemente limpos, pois precisam manter um padrão de qualidade junto ao consumidor final.

carne-porco-no-seu-prato-blog-da-mimis-michelle-franzoni

Atualmente existem 15 cortes aprovados pela National Hear Foundation, nos EUA. Alguns cortes sào mais magros, outros mais gordinhos.

Escolha sempre o melhor corte e dê preferência a receitas menos gordurosas. Para uma dieta equilibrada, os especialistas recomendam o consumo de até 100g de carne de porco, 4 vezes na semana.

Olha aí quanto prato lindo! Eu pesquisei as informações nutricionais de alguns cortes assados.

 carne-porco-post-blog-da-mimis-michelle-franzoni

 

Ah! A carne de porco também é ótima para quem sua a camisa na academia e quer definir os músculos. A hipertrofia muscular nada mais é do que o aumento no volume dos músculos. Para que isso aconteça, ele precisa de proteína de boa qualidade, como a encontrada na carne do porco.

E vocês? Consomem carne de porco também? Qual o corte preferido?

Vem aprender essa super receita de lombinho! Vocês vão amar!

 

 

 

[ad_2]
Fonte: Blog da Mimis | blogdamimis.com.br

Deixe seu Comentário